França julgará seis jornalistas por foto de Kate Middleton em topless

As imagens foram feitas há quatro anos quando a esposa do príncipe William tomava sol no terraço de uma mansão

Duquesa de Cambridge, Kate MiddletonDuquesa de Cambridge, Kate Middleton - Foto: Yui Mok/AFP

Seis jornalistas, fotógrafos e donos de meios de comunicação serão julgados na França, acusados de violarem a intimidade, após a publicação em 2012 de fotos de Kate Middleton, duquesa de Cambridge, fazendo topless, informaram fontes judiciais nesta terça-feira (25). As polêmicas imagens foram feitas há quatro anos quando a esposa do príncipe William tomava sol no terraço de uma mansão privada, durante sua estadia no sul da França.

As fotografias, publicadas na revista francesa Closer e no jornal regional La Provence, provocaram a indignação da família real britânica e levantaram um debate sobre a intromissão da imprensa na vida privada das celebridades. A diretora de redação da Closer, o presidente do grupo de imprensa Mondadori, dono da revista, três fotógrafos e o diretor do La Provence, serão julgados diante de um tribunal por violação da intimidade e cumplicidade, de acordo com a decisão judicial.

As imagens de Kate Middleton fazendo topless foram publicadas posteriormente em outros veículos europeus, entre eles o italiano Chi - que também pertence a Mondadori -, a revista de celebridades sueca Se och Hör e sua equivalente dinamarquesa Se og Hoer. O casal real havia apresentado uma denúncia para identificar os fotógrafos que haviam feito as imagens. O julgamento acontecerá em 2017.

Veja também

Astronauta estadunidense vota do espaço
Eleições EUA

Astronauta estadunidense vota do espaço

Para estimular ida às urnas, revista Time substitui logotipo pela 1º vez
internacional

Para estimular ida às urnas, revista Time substitui logotipo pela 1º vez