Mundo

França prolonga estado de emergência de saúde até 24 de julho

Estado de emergência sanitária foi prorrogado, porque sua suspensão em 23 de maio "seria prematura" e "os riscos de recuperação da epidemia" são "comprovados em casos de interrupção súbita das medidas em andamento"

 Ministro da Saúde da França, Olivier Véran,fazendo o anúncio Ministro da Saúde da França, Olivier Véran,fazendo o anúncio - Foto: Francois Mori / POOL / AFP

O governo francês decidiu, neste sábado (2), prolongar por dois meses, até 24 de julho, o estado de emergência sanitária em vigor no país para lutar contra a pandemia da Covid-19, anunciou o ministro da Saúde, Olivier Véran.

Ativado em 24 de março, o estado de emergência sanitária foi prorrogado, porque sua suspensão em 23 de maio "seria prematura" e "os riscos de recuperação da epidemia" são "comprovados em casos de interrupção súbita das medidas em andamento", justifica o projeto de lei examinado hoje no conselho de ministros e que deve ser apresentado a partir de segunda-feira ao Parlamento.

O texto especifica, principalmente, as condições de quarentena impostas àqueles que chegam à França e estão infectados com o vírus. Também aponta para a implementação de um "sistema de informação" que afeta os doentes e seu entorno por até um ano.

Leia também:
Alemanha, França, Itália e Espanha têm queda recorde do PIB por causa de coronavírus
Casos de Covid-19 passam de um milhão nos EUA; Espanha e França relaxam confinamento
Confinamento evitou 62 mil mortes na França em um mês, diz estudo

O objetivo é "reforçar o quadro jurídico" e "expandi-lo" para "integrar os desafios do desconfinamento", que deve começar em 11 de maio, disse o ministro Véran, ao fim da reunião. "Vamos ter que conviver com o vírus por um tempo", enfatizou.

"Aprender a conviver com o vírus: esse é o desafio dos próximos meses", reiterou o ministro do Interior, Christophe Castaner. O novo coronavírus causou 24.594 mortes na França, de acordo com o último balanço oficial divulgado na noite de sexta-feira.

Veja também

Situação na central nuclear de Zaporizhzhia 'é grave', diz chefe da AIEA na ONU
Guerra na Ucrânia

Situação na central nuclear de Zaporizhzhia 'é grave', diz chefe da AIEA na ONU

Kim Kardashian faz parceria com Apple e lança fone de ouvido
"Beats X Kim"

Kim Kardashian faz parceria com Apple e lança fone de ouvido