A-A+

Guaidó: qualquer mediação internacional deve levar à saída de Maduro

Opositor venezuelano cita mediação como a oferecida pela Noruega

Guiadó Guiadó  - Foto: Federico Parra/AFP

O opositor venezuelano Juan Guaidó defendeu, neste sábado (18), que qualquer iniciativa internacional para resolver a crise política em seu país - como a mediação oferecida pela Noruega - deve levar à saída do presidente Nicolás Maduro e a novas eleições.

"Agradecemos por todos os esforços, mas aqui temos tudo claro e não vão nos confundir", afirmou Guaidó, que disse ter atendido ao convite da Noruega para "aproximar soluções que passam pelo fim da usurpação, pelo governo de transição e pelas eleições livres".

Ele minimizou as declarações de Maduro, que ontem proclamou o "início das conversas" com a oposição venezuelana na Noruega.

Neste sábado, Guaidó liderou uma manifestação em Guarenas, periferia de Caracas. Ao fim do ato, pequenos grupos de opositores e de chavistas se enfrentaram, trocando palavras de ordem nas ruas e sem violência física.

Leia também:
Venezuelanos passam noite em filas atrás de gasolina
Posições sobre Venezuela e OMC isolam Brasil nos Brics


A Noruega tem uma longa tradição de "facilitador" nos processos de paz no mundo. Em Oslo, foram assinados acordos entre palestinos e israelenses, assim como as negociações de paz entre o governo colombiano e a guerrilha Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), em 2016.

Veja também

Avanço da lava do vulcão nas Ilhas Canárias provoca medo de gases tóxicos
Cumbre Vieja

Avanço da lava do vulcão causa temor de gases tóxicos

Portugal não aceita certificado de vacinação do Brasil, diz embaixador
Brasil e Portugal

Portugal não aceita certificado de vacinação do Brasil, diz embaixador