Haiti monta abrigos e se prepara para passagem do furacão Matthew

Temores são agravados devido à precária infraestrutura das casas de muitos moradores do Haiti, que é o país mais pobre das Américas

Pantera Negra Pantera Negra  - Foto: YouTube/Reprodução

A costa sudoeste do Haiti se prepara nesta terça-feira (4) para enfrentar a passagem do furacão Matthew pelas águas do Caribe.

Os fortes ventos e chuvas provocados pelo furacão ameaçam danificar telhados e inundar as cidades do Haiti. Os temores são agravados devido à precária infraestrutura das casas de muitos moradores do Haiti, que é o país mais pobre das Américas.

Segundo o Centro Nacional de Furacões dos EUA, o Matthew registrou ventos de até 230 km/h nesta terça, encaixando-se na categoria 4 da escala Saffir-Simpson.

Na segunda-feira (3), as autoridades do país tentaram convencer os moradores de favelas a ir para abrigos temporários, montados em escolas e igrejas. Nas cidades costeiras de Les Cayes e Jeremie, ao menos 1.200 pessoas receberam abrigo.

Entretanto, muitos moradores resistem a ir para os abrigos, temendo ser saqueados se abandonarem suas casas.

"Se perdermos nossas coisas, não as recuperaremos!", disse Toussaint Laine, desempregado e morador de um barracão em Tabarre, na periferia da capital haitiana, Porto Príncipe.

Na costa norte do país, as autoridades transferiram 300 presos de uma cadeia localizada próxima ao mar, segundo o Ministério do Interior.

Fortes chuvas também podem atingir a República Dominicana, que faz fronteira com o Haiti.

O Haiti enfrenta uma grave crise humanitária desde que um terremoto atingiu o país, em 2010, deixando mais de 200 mil mortos.

Antes do Haiti, furacão Matthew já passou perto da Jamaica e, seguindo na direção norte, deve passar pelas Bahamas e por Cuba, cujo regime declarou estado de alerta para a chegada do furacão em seis províncias do país. Na quinta-feira (6), o furacão pode chegar ao Estado americano da Flórida.

Veja também

Astronauta estadunidense vota do espaço
Eleições EUA

Astronauta estadunidense vota do espaço

Para estimular ida às urnas, revista Time substitui logotipo pela 1º vez
internacional

Para estimular ida às urnas, revista Time substitui logotipo pela 1º vez