Ideia de armar professores agrada Trump

Declaração é feita dias depois de 17 pessoas terem sido mortas numa escola da Flórida por um jovem com um fuzil semiautomático

Donald Trump Donald Trump  - Foto: Saul Loeb / AFP

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sugeriu nesta quarta-feira (21) que apoia a ideia de armar os professores para reagir a eventuais tiroteios em escolas. "Vamos analisar isto com rigor. Muita gente será contra mas muitos serão a favor. O bom é que haverá muita gente apoiando esta ideia", disse Trump em reunião na Casa Branca com sobreviventes e familiares de vítimas de massacres em escolas.

A declaração é feita dias de pelo menos 17 pessoas terem sido mortas por um atirador que invadiu uma escola de ensino médio em Parkland, Flórida, a 70 km ao norte de Miami, na última quarta-feira (14).

Leia também:
Tiroteio em escola na Flórida deixa vários feridos
Ataque a tiros deixa 17 mortos em escola na Flórida
Atirador que matou 17 na Flórida era de grupo racista e exibia armas

O autor dos disparos, Nikolas Cruz, de 19 anos, tinha obtido a autorização para comprar sua arma, um fuzil semiautomático, apesar de ter antecedentes policiais de comportamento violento. Os sobreviventes anunciaram no domingo (18) uma grande manifestação em Washington, em 24 de março, para solicitar a rápida aprovação de uma lei que reforce os regulamentos das armas.

Veja também

Chile supera meio milhão de casos de Covid-19 na véspera do plebiscito constitucional
América Latina

Chile supera meio milhão de casos de Covid-19 na véspera do plebiscito constitucional

Papa nomeia italiano novo patriarca latino de Jerusalém
Vaticano

Papa nomeia italiano novo patriarca latino de Jerusalém