Mundo

Irã apresenta exigências aos americanos sobre acordo nuclear

Os iranianos também exigem o pedido oficial de desculpas pelas articulações políticas de 1953, que levaram ao poder o regime do Xá Pahlev por 25 anos e admissão de total responsabilidade pelo apoio a Saddam Hussein na guerra imposta ao Irã

Hassan RouhaniHassan Rouhani - Foto: Wikimedia Commons

A tensão entre Estados Unidos e Irã cresce a cada dia. Um dia depois do secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, apresentar 12 exigências ao Irã relacionadas ao programa nuclear do país, foi a vez de o presidente iraniano, Hassan Rouhani, responder de forma incisiva. "Quem é você que quer decidir pelo Irã e pelo mundo?", perguntou o iraniano. A imprensa iraniana destaca uma série de exigências para uma eventual aproximação entre Irã e Estados Unidos.

O jornal Iran Daily também reforçou a reação do governo iraniano destacando em sua manchete “Europeus rejeitam a lista de condições americanas para o Irã”. O Tehran Times também rebate as 12 exigências interpretadas como um pedido de rendição.

O Tehran Times apresenta 12 pré-requisitos das autoridades iranianas para conversar com os norte-americanos. A lista inclui total desarmamento nuclear e destruição de armas nucleares americanas, sob supervisão internacional, o fim dos mísseis intercontinentais americanos e a retirada das tropas americanas do Golfo Pérsico, da Ásia, da Índia e do Afeganistão.

Leia também:
Rússia ameaça impor tarifas retaliatórias contra EUA
Vice-secretário de Estado dos EUA vem ao Brasil discutir Venezuela

Os iranianos também exigem o pedido oficial de desculpas pelas articulações políticas de 1953, que levaram ao poder o regime do Xá Pahlev por 25 anos e admissão de total responsabilidade pelo apoio a Saddam Hussein na guerra imposta ao Irã.

Resgatando episódios passados, a lista inclui a aceitação, pelo governo americano, da responsabilidade total pela derrubada de um avião iraniano de passageiros em 1988, na rota Teerã-Dubai, com compensação aos sobreviventes e admissão de responsabilidade pela criação dos grupos Estado Islâmico e Al Qaeda.

As condições publicadas pelo Tehran Times não são oficiais, mas sinalizam um recado do governo iraniano ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que abandonou o acordo nuclear assinado em 2015, que conta com apoio da Europa, Rússia e China.

Veja também

Ator Kevin Spacey acusado no Reino Unido de agressão sexual contra três homens
Agressão Sexual

Ator Kevin Spacey acusado no Reino Unido de agressão sexual contra três homens

Dia de horror: o que se sabe até agora sobre massacre no Texas
Ataque

Dia de horror: o que se sabe até agora sobre massacre no Texas