Mundo

Irã registra terremoto de magnitude 4,5 perto de central nuclear

O sismo, de 10 quilômetros de profundidade, aconteceu às 6h49 locais (00h19 em Brasília) e afetou uma zona situada 17 quilômetros ao sudeste da cidade de Borazjan

O tremor ocorreu em uma região do sudoeste do Irã, onde fica a central nuclear de BushehrO tremor ocorreu em uma região do sudoeste do Irã, onde fica a central nuclear de Bushehr - Foto: Reprodução/ Monitor Global.

Um sismo de magnitude 4,5 foi registrado, nesta quarta-feira (8), em uma região do sudoeste do Irã, onde fica a central nuclear de Bushehr - informou o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês), acrescentando que não há relato de vítimas, nem de danos.

O sismo, de 10 quilômetros de profundidade, aconteceu às 6h49 locais (00h19 em Brasília) e afetou uma zona situada 17 quilômetros ao sudeste da cidade de Borazjan, relatou o USGS em sua página on-line.

Leia também:
Em nota, Irã reitera que ataque foi retaliação à morte de Suleimani
Queda de avião ucraniano no Irã mata 176 pessoas
Tremores de terra são registrados em Caruaru


O fenômeno também foi sentido na cidade de Bushehr, onde está a central de mesmo nome, indicou a agência oficial de notícias IRNA, citando uma autoridade dessa infraestrutura.

Em declaração á IRNA, o diretor da célula de crise da província, Jahangir Dehghani, confirmou que não houve vítimas, nem danos, até o momento. Este sismo acontece duas semanas depois de um terremoto de magnitude 5,1 ocorrido na mesma região.

A central nuclear de Bushehr, que produz mil megawatts, foi construída pela Rússia e começou a funcionar em setembro de 2013. Em 2016, empresas russas e iranianas começaram a construir dois reatores de mil megawatts em Bushehr. A obra deve durar cerca de dez anos.

Veja também

Desinformação sobre vacinação afeta crianças em meio à variante ômicronSaúde

Desinformação sobre vacinação afeta crianças em meio à variante ômicron

Berlusconi desiste da corrida presidencial na ItáliaCorrida Presidencial

Berlusconi desiste da corrida presidencial na Itália