Iraque libera mil pessoas de prisão subterrânea do Estado Islâmico

Exército iraquiano já chegou ao município e enfrenta os jihadistas do EI

Bruno Ribeiro, presidente estadual do PTBruno Ribeiro, presidente estadual do PT - Foto: Reprodução/Internet

As forças iraquianas libertaram cerca de mil homens que eram mantidos em uma prisão subterrânea pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI) na região de Mossul. De acordo com a imprensa internacional, a prisão ficava em Shura, a 35 quilômetros ao sul de Mossul, e foi encontrada por soldados que analisavam o solo em busca de explosivos. As informações são da agência Ansa.

"Muitos prisioneiros são ex-soldados ou agentes da polícia", disse Hussam al Abbar, conselheiro da província de Ninive, da qual Mossul é a capital. Os mil homens foram libertados.

Desde o dia 17 de outubro, as forças iraquianas tentam reconquistar Mossul, que é a capital do califado do Estado Islâmico.

Com o apoio da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos, os iraquianos já chegaram ao município e enfrentam os jihadistas do EI em uma série de confrontos.

Veja também

Trump diz que relações com a China foram 'seriamente afetadas'
EUA

Trump diz que relações com a China foram 'seriamente afetadas'

Programa Mundial de Alimentos alerta para situação 'extremamente grave' no Iêmen
FOME

Programa Mundial de Alimentos alerta para situação 'extremamente grave' no Iêmen