Israel aprova construção de 176 casas em Jerusalém Oriental

Com esta ampliação, a colônia será o maior assentamento israelense dentro de um bairro palestino da cidade

JerusalemJerusalem - Foto: THOMAS COEX / AFP

As autoridades israelenses aprovaram nesta quarta-feira (25) a construção de 176 casas para judeus em um bairro palestino de Jerusalém Oriental ocupada e anexada, informou o vice-prefeito da cidade, Meir Turjeman.

Com esta ampliação, a colônia de Nof Zion, que já tem 91 casas, será o maior assentamento israelense dentro de um bairro palestino da cidade, e inclusive da Cisjordânia, de acordo com a organização Peace Now e várias ONGs.

Leia também:
Israel proíbe homens abaixo dos 50 de acessarem Cidade Velha de Jerusalém
Novos protestos em Jerusalém têm confrontos e mais de cem feridos


A decisão sobre este assentamento, localizado no bairro palestino de Jabel Mukaber de Jerusalém Oriental, foi aprovada por uma comissão do município, anunciou Turjeman.

Muitos assentamentos, sobretudo na Cisjordânia, estão localizados fora das zonas residenciais dos palestinos e são muito maiores que Nof Zion. A situação de Jerusalém é especialmente delicada e representa uma questão central do conflito entre israelenses e palestinos.

Histórico
Israel ocupou Jerusalém Oriental na Guerra dos Seis Dias de 1967 e depois anexou a área, um ato nunca reconhecido pela comunidade internacional. Considera toda a cidade como sua capital indivisível, enquanto os palestinos desejam que o setor oriental se transforme na capital de seu futuro Estado.

Veja também

"Voltaremos de alguma forma", diz Trump antes de partir de Washington
PRESIDÊNCIA

"Voltaremos de alguma forma", diz Trump antes de sair

Vulcão Etna entra em erupção
FENÔMENO

Vulcão Etna entra em erupção