Israel bombardeia Gaza em resposta a disparos de morteiro

Ao menos três infraestruturas do movimento islamita que governa o território palestino bloqueado foram atingidas, de acordo com testemunhas. O exército israelense informou no Twitter: "Nossa forças operam atualmente na Faixa de Gaza. As explosões que for

Conflito entre Israel e Hamas na Faixa de Gaza Conflito entre Israel e Hamas na Faixa de Gaza  - Foto: Jack GUEZ / AFP

O exército israelense bombardeou nesta terça (29) infraestruturas do Hamas e da Jihad Islâmica na Faixa de Gaza, horas depois dos disparos de quase 30 morteiros a partir do território palestino contra Israel, afirmou o Hamas.

Ao menos três infraestruturas do movimento islamita que governa o território palestino bloqueado foram atingidas, de acordo com testemunhas.  O exército israelense informou no Twitter: "Nossa forças operam atualmente na Faixa de Gaza. As explosões que foram ouvidas são o resultado isto. Mais detalhes serão anunciados".

Este foi o maior ataque com morteiros desde a guerra de 2014 entre Israel e Hamas, segundo o serviço de segurança interna Shin Bet. Um porta-voz do Hamas confirmou apenas que foram atingias infraestruturas de "resistência" pelo bombardeio israelense.

Leia também:
Flórida e mais 2 estados entram em emergência por tempestade Alberto
Atirador mata três pessoas em Liège, na Bélgica

Não foram divulgadas informações sobre possíveis vítimas. Um dos morteiros explodiu perto de um jardim de infância e provocou danos materiais.  Nenhum grupo reivindicou até o momento os disparos de morteiros, mas a imprensa israelense afirma que o ataque teria sido executada pela Jihad Islâmica.

Israel considera o Hamas responsável por qualquer ataque a partir de Gaza, pois controla o território palestino desde 2007. Desde o início da manhã, 28 morteiros, segundo o Exército israelense, foram disparado contra Israel a partir de Gaza. Depois destes 28, outros tiros foram interceptados.

Veja também

Grávida, Meghan Markle não acompanhará Harry ao funeral do príncipe Philip
Realeza

Grávida, Meghan Markle não acompanhará Harry ao funeral do príncipe Philip

Ao menos 7 mortos em terremoto na Indonésia
Ásia

Ao menos 7 mortos em terremoto na Indonésia