Ivanka Trump renuncia a grupo da família e à sua grife

As informações foram divulgadas depois de o presidente eleito anunciar que o marido de sua filha terá um posto de alto escalão

Prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), em entrevista à Rádio FolhaPrefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), em entrevista à Rádio Folha - Foto: Alfeu Tavares / FolhaPE

Ivanka Trump, a filha mais velha do presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, e esposa do recém-nomeado alto conselheiro da Casa Branca, Jared Kushner, deixará o grupo Trump e sua própria marca de roupa, informaram nesta terça-feira (10) veículos da mídia americana.

As informações foram divulgadas poucas horas depois de o presidente eleito anunciar que o marido de sua filha terá um posto de alto escalão, como seu assessor.

As notícias sugerem um esforço por parte de Ivanka Trump para que a lei de ética dos Estados Unidos fosse cumprida.

Ivanka, que ocupa a vice-presidência de desenvolvimento e aquisições da Organização Trump, estabeleceu sua própria empresa de venda de roupas, sapatos e joias.

O casal se mudou de Nova York para viver em Washington e procura uma nova casa nos subúrbios da capital. Segundo a imprensa, no momento não se espera que Ivanka tenha um emprego formal.

A nomeação de seu marido acontece apesar de uma lei federal sobre nepotismo que proíbe a qualquer presidente contratar familiares. A norma foi aprovada depois que o presidente John F. Kennedy designou seu irmão como procurador-geral.

A advogada de Kushner, Jamie Gorelick, disse ao jornal The Washington Post que acredita que a lei não será aplicada à contratação do marido de Ivanka.

Veja também

Tem início cortejo fúnebre do príncipe Philip, marido de Elizabeth II
Realeza britânica

Tem início cortejo fúnebre do príncipe Philip, marido de Elizabeth II

Rainha Elizabeth compartilha foto dela com príncipe Philip nas redes sociais
Família Real

Rainha Elizabeth compartilha foto dela com príncipe Philip nas redes sociais