Justiça de Nova York ordena à Fundação Trump que pare de pedir doações

Organização está sob investigações por uso indevido do dinheiro que deveria ser utilizado para caridade

O candidato à presidência dos EUA, Donald TrumpO candidato à presidência dos EUA, Donald Trump - Foto: Jessica Kourkounis/Getty Images North America

O procurador-geral do estado de Nova York pediu nesta segunda-feira (3) que a Fundação Trump, do candidato republicano à presidência Donald Trump, que deixe de pedir doações enquanto não cumprir com as leis tributárias estaduais.

Uma carta enviada nesta na sexta à Fundação Trump pelo procurador-geral Eric Schneiderman, e difundida nesta segunda, afirma que a fundação jamais foi registrada como entidade de obras de caridade e não entregou as declarações financeiras auditadas e requeridas anualmente.

A Fundação Trump "deve imediatamente cessar de solicitar contribuições ou de se comprometer na arrecadação de fundos" no estado de Nova York, e tem 15 dias para entregar os documentos requeridos, acrescenta a carta. "Um fracasso em interromper imediatamente os pedidos de doação será considerada uma continuação da fraude contra o povo do estado de Nova York", advertiu.

A Fundação Trump está sob uma lupa há várias semanas. O jornal The Washington Post indicou no mês passado que Trump a utilizou para pagar multas resultantes de processos judiciais, o que viola as leis fiscais. Também acusou de ter pago, através de sua fundação, 258 mil dólares de indenizações em acordos amigáveis, quando a fundação era utilizada apenas para fins caritativos.

Veja também

Rússia espera registro da Sputnik V no Brasil em dezembro e produção em janeiro
Covid-19

Rússia espera registro da Sputnik V no Brasil em dezembro e produção em janeiro

Alasca tem alerta de tsunami após forte terremoto
Magnitude de 7,5

Alasca tem alerta de tsunami após forte terremoto