A-A+

Justiça do Irã condena mulher que tirou o véu em protesto

Vida Movahedi foi presa em outubro passado, depois de tirar o hijab em uma praça de Teerã, e condenada a um ano de prisão

Vida Movahed manifestou sua oposição ao uso obrigatório do hijabVida Movahed manifestou sua oposição ao uso obrigatório do hijab - Foto: AFP

Uma iraniana que tirou o hijab para protestar contra a lei que obriga as mulheres a se cobrirem em público foi condenada a um ano de prisão, anunciou neste domingo (14) seu advogado.

Vida Movahedi foi presa em outubro passado, depois de tirar o hijab em uma praça de Teerã, informou Payam Derafshan à AFP. A jovem foi acusada de "fomentar a corrupção e a libertinagem", e condenada por um tribunal de Teerã a um ano de prisão, em 2 de março, assinalou.

Segundo o advogado, Vida manifestou sua oposição ao uso obrigatório do hijab, e queria expressar sua opinião "em um protesto civil". Vida já havia organizado protestos contra a lei. Em dezembro de 2017, foi multada após subir em uma caixa na avenida Enghelab e levantar o véu.

Leia também:
Presidente do Sudão é deposto por militares após 30 anos no poder
Brasil está de braços abertos, diz Bolsonaro a embaixadores árabes
Síria anuncia fim do Estado Islâmico no país

Veja também

ONU faz alerta sobre relação entre clima e segurança
CLIMA

ONU faz alerta sobre relação entre clima e segurança

Países do G4 pedem reforma do Conselho de Segurança da ONU
Conselho da ONU

Países do G4 pedem reforma do Conselho de Segurança da ONU