Justiça investigará caso envolvendo candidato da direita à presidência francesa

Os juízes têm agora a possibilidade de convocar o candidato presidencial a qualquer momento para um possível indiciamento

Candidato presidencial da direita francesa, François FillonCandidato presidencial da direita francesa, François Fillon - Foto: GEORGES GOBET / AFP

Juízes de instrução vão investigar as suspeitas de empregos fictícios envolvendo a família do candidato da direita à presidência francesa François Fillon, anunciou nesta sexta-feira (24) a Procuradoria Nacional Financeira (PNF).

Os juízes têm agora a possibilidade de convocar o candidato presidencial a qualquer momento para um possível indiciamento, ou sob o status de "testemunha assistida".

O inquérito judicial foi aberto nesta sexta-feira por "desvio de fundos públicos, uso indevido de ativos, cumplicidade e ocultação desses crimes, tráfico de influência e violação das obrigações de comunicação à Alta Autoridade sobre a transparência na vida pública", aponta um comunicado da PNF, responsável pelos crimes econômicos e financeiros.

Enfraquecido por este caso, que o fez recuar nas pesquisas para o terceiro lugar no primeiro turno das eleições presidenciais em 23 de abril - atrás da candidata da extrema-direita Marine Le Pen e do centrista Emmanuel Macron-, François Fillon excluiu, ao contrário do que havia dito no início, a possibilidade de abandonar a corrida presidencial em caso de indiciamento.

Após as primeiras revelações feitas pelo jornal Le Canard Enchaîné sobre suspeitas de emprego fictício de Penelope Fillon, esposa do candidato, a procuradoria lançou em 25 de janeiro uma investigação preliminar.

As investigações se concentram nos cargos supostamente ocupados por Penelope Fillon como assistente parlamentar do marido e de seu suplente, trabalho pelo qual recebeu 680.380 euros, e como funcionária da revista Deux Mondes, cujo proprietário é um amigo do ex-primeiro-ministro.

Também são investigados dois filhos do casal, que também receberam salários por supostamente ocuparem cargos de assistentes.

Veja também

Em uma semana, mortes por Covid-19 aumentam em 8% e 6% de novos casos
Coronavirus

Em uma semana, mortes por Covid-19 aumentam em 8% e 6% de novos casos

Itália anuncia reabertura gradual a partir do final de abril
Pandemia

Itália anuncia reabertura gradual a partir do final de abril