Justiça israelense mantém demolição de colônia polêmica ainda este ano

"A evacuação deve acontecer antes de 25 de dezembro. O tribunal rejeita o adiamento solicitado pelo Estado", afirmou a Corte

Deputado Sílvio Costa (Avante)Deputado Sílvio Costa (Avante) - Foto: Câmara dos Deputados

A Suprema Corte israelenses rejeitou nesta segunda-feira o pedido do governo de adiar a demolição de Amona e manteve a data máxima de 25 de dezembro para destruir esta colônia emblemática da Cisjordânia ocupada.

"A evacuação deve acontecer antes de 25 de dezembro. O tribunal rejeita o adiamento solicitado pelo Estado", afirmou a Corte.

Veja também

Nasa anuncia descoberta inédita de água na superfície da Lua iluminada pelo Sol
Descoberta espacial

Nasa anuncia descoberta inédita de água na superfície da Lua iluminada pelo Sol

Embaixadora das Filipinas no Brasil é chamada de volta ao país após maltratar funcionária
Mundo

Embaixadora das Filipinas no Brasil é chamada de volta ao país após maltratar funcionária