Londres reforça a segurança no metrô

Medida foi tomada após detenção de um jovem de 19 anos nesta sexta-feira

Paulo:?“A gente não tem o tempo livre que outras pessoas têm” para “antecipar a eleição”Paulo:?“A gente não tem o tempo livre que outras pessoas têm” para “antecipar a eleição” - Foto: Ed Machado

As autoridades reforçaram a segurança no metrô de Londres após a detenção na sexta-feira de um jovem de 19 anos vinculado à descoberta de um pacote suspeito em uma estação, anunciou neste sábado a Scotland Yard.

"As pessoas verão mais policiais, inclusive agentes armados, dentro e nos arredores das áreas de transporte", afirmou à AFP um porta-voz da polícia de Londres.

Desde agosto de 2014, o nível de alerta no Reino Unido está na faixa "grave", o quarto em uma escala de cinco.

Após os atentados de novembro de 2015 em Paris, a polícia londrina anunciou a mobilização de 600 policiais armados adicionais em Londres, o que elevou o dispositivo de segurança a 2.800 agentes.

O suspeito foi detido na sexta-feira ao meio-dia em uma rua da zona norte de Londres por agentes da polícia antiterrorista.

O jovem está sendo interrogado e a polícia examina os vestígios do pacote suspeito, que foi destruído, informou a Scotland Yard.

O detido pode ser um "lobo solitário", um indivíduo que atuava por conta própria e sem vínculos com uma eventual célula terrorista, informou neste sábado o jornal The Times. Um porta-voz da Scotland Yard se negou a comentar a informação.

Antes, a polícia informou que no momento não procura mais suspeitos, apesar de não descartar nenhuma hipótese.

A Scotland Yard abriu uma investigação após a descoberta de um pacote suspeito na estação de North Greenwich, próxima da O2 Arena - grande local de eventos com capacidade para 20.000 pessoas -, onde acontecia um show do grupo de rock canadense Nickelback.

Veja também

Votação antecipada no Texas já atraiu mais eleitores do que toda a eleição de 2016 no estado
EUA

Votação antecipada no Texas já atraiu mais eleitores do que toda a eleição de 2016 no estado

'Digam a meus filhos que amo eles', as últimas palavras da brasileira vítima de ataque em Nice
França

'Digam a meus filhos que amo eles', as últimas palavras da brasileira vítima de ataque em Nice