Mundo

Maduro adverte que 'ameaças' dos EUA não vão romper aliança Venezuela-Cuba

Em abril, o presidente dos Estados Unidos Donald Trump ameaçou Cuba com um 'embargo completo e total'

Nicolás MaduroNicolás Maduro - Foto: Juan Barreto/AFP

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, advertiu nessa quinta-feira (9) que as "ameaças" dos Estados Unidos contra Cuba por seu apoio ao governo chavista não romperão a aliança entre Caracas e Havana.

"O imperialismo ataca a relação entre Cuba e Venezuela porque é uma relação baseada no respeito (...) O imperialismo deve saber que nenhuma de suas ameaças poderão quebrar a indeclinável vontade de continuar marchando Cuba e Venezuela pelo caminho da libertação", disse Maduro em um ato transmitido pela TV. "Junto a Cuba continuamos trabalhando", acrescentou o presidente.

Em 30 de abril, coincidindo com uma tentativa sem sucesso de rebelião militar liderada pelo líder opositor venezuelano Juan Guaidó, o presidente americano, Donald Trump, ameaçou Cuba com um "embargo pleno e total" e "sanções de alto nível" se não deixasse seu apoio ao governo de Maduro.

Leia também:
Guaidó não descarta que assembleia aprove ação militar na Venezuela
Trump quer tornar o Brasil um aliado preferencial fora da Otan
EUA anuncia restrições a viagens e envio de remessas a Cuba

Trump endureceu a política da Casa Branca em relação a Cuba, após uma maior abertura no governo de Barack Obama.

Após a rebelião liderada por Guaidó, líder do Parlamento de maioria opositora reconhecido como presidente encarregado da Venezuela por vários países, entre eles os Estados Unidos, Cuba defendeu o "diálogo" diante do recrudescimento do conflito.

"Cuba sempre apoiará e contribuirá para solução das diferenças através do diálogo", tuitou no último sábado o chanceler cubano, Bruno Rodríguez, depois do Grupo de Lima -integrado por países americanos críticos de Maduro- convidar o país para participar de uma solução para crise política venezuelana.

Veja também

EUA pressionam por cessar-fogo em Gaza com visita de diretor da CIA ao Egito e reunião de Biden com
ISRAEL X HAMAS

EUA pressionam por cessar-fogo em Gaza com visita de diretor da CIA ao Egito e reunião de Biden com

Mulher atira em megaigreja dos EUA, fere criança de 5 anos e é morta por policiais
HOUSTON

Mulher atira em megaigreja dos EUA, fere criança de 5 anos e é morta por policiais