Maduro demite ministra da Saúde após divulgação de índices ruins

Houve também um salto em casos de doenças como malária e difteria

Venezuela registra maior número de prisões em um único dia desde abrilVenezuela registra maior número de prisões em um único dia desde abril - Foto: EPA/Miguel Gutierrez/Agência Lusa

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, demitiu na noite desta quinta-feira (11) a ministra da Saúde, Antonieta Carporale, após a divulgação de dados alarmantes sobre o aumento da mortalidade de crianças e parturientes no país.

O vice-presidente, Tareck El Aissami, anunciou no Twitter que Luis Lopez assumiria a pasta a pedido de Maduro.

Estatísticas divulgadas pelo governo nesta semana revelam crescimento de 30% nos índices de mortalidade infantil e de 65% nos de mulheres em trabalho de parto. Houve também um salto em casos de doenças como malária e difteria.

A Venezuela passa por uma grave crise econômica, que tem provocado o desabastecimento de alimentos e medicamentos.

A oposição responsabiliza o governo Maduro por escolhas econômicas equivocadas que levaram à crise. Por sua vez, chavistas acusam empresários opositores de estocar produtos para provocar uma "guerra econômica" e prejudicar a imagem do governo.

A Venezuela tem as maiores reservas de petróleo do mundo e sua economia é dependente da exportação da commodity. Nos últimos anos, houve uma queda acentuada no preço do barril de petróleo.

Desde abril, protestos contra o governo Maduro deixaram ao menos 39 mortos no país.

A crise no país levou muitos venezuelanos a procurar melhores condições de vida no Brasil, migrando em massa para Boa Vista (RR) e Manaus (AM).

Veja também

Policiais do Capitólio prendem homem que tentou passar por barreira
Capitólio

Policiais do Capitólio prendem homem que tentou passar por barreira

EUA realiza última execução do mandato de Trump
EUA

EUA realiza última execução do mandato de Trump