Maduro diz que está disposto a se encontrar com opositor Juan Guaidó

Guaidó assegurou que não se prestaria a um 'falso diálogo' com o governo de Maduro

Juan Guaidó, líder parlamentar que se autoproclamou presidente interino, e o presidente da Venezuela, Nicolás MaduroJuan Guaidó, líder parlamentar que se autoproclamou presidente interino, e o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro - Foto: Yuri Cortez, Federico Parra/AFP

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, expressou nesta sexta-feira (25) a vontade de se reunir com o líder parlamentar Juan Guaidó, que se autoproclamou presidente interino, para iniciar um "diálogo nacional". "Estou comprometido com o diálogo nacional. Hoje, amanhã e sempre estarei comprometido e pronto para ir aonde tenho que ir. Pessoalmente, se tiver que ir ao encontro desse rapaz (...), vou", disse Maduro em entrevista coletiva, referindo-se a Guaidó.

Quase simultaneamente, Guaidó assegurou que não se prestaria a um "falso diálogo" com o governo de Maduro. O presidente socialista disse em 22 de janeiro, véspera de uma mobilização da oposição, Guaidó se encontrou com o poderoso líder governista Diosdado Cabello, versão desmentida pelo opositor.

"Esperemos que mais cedo ou mais tarde a oposição venezuelana escape da armadilha em que caíram, do extremismo em que se meteram e que se abram caminhos para um diálogo razoável, honesto, nos interesses da maioria dos venezuelanos", declarou Maduro.

Leia também:
Pressão aumenta na UE para reconhecer Guaidó na Venezuela
EUA pede reunião do Conselho de Segurança da ONU sobre Venezuela
China condena ingerência na Venezuela e defende negociações internas
Juan Guaidó se autoproclama 'presidente interino da Venezuela'


O chefe de Estado, declarado pelo Parlamento como um "usurpador" depois de ser reeleito em eleições boicotadas pela oposição e ignorada por vários governos, disse que Guaidó é "um agente do governo dos Estados Unidos". Guaidó foi reconhecido pelos Estados Unidos, Canadá e vários países da América Latina, enquanto Maduro é apoiado por vários países aliados como Rússia, Turquia e China.

Veja também

Policiais do Capitólio prendem homem que tentou passar por barreira
Capitólio

Policiais do Capitólio prendem homem que tentou passar por barreira

EUA realiza última execução do mandato de Trump
EUA

EUA realiza última execução do mandato de Trump