Maduro promete terminar obras da Odebrecht na Venezuela

Oposição diz que muitas ficaram inacabadas antes mesmo do escândalo sobre o pagamento de propinas

Maduro é o atual presidente da VenezuelaMaduro é o atual presidente da Venezuela - Foto: Leo Ramirez/AFP

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, se comprometeu, neste domingo (5), a terminar as obras iniciadas no país pela Odebrecht, muitas das quais, segundo a oposição, ficaram inacabadas antes mesmo do escândalo sobre o pagamento de propinas a funcionários estatais.

"Não é tecnologia espacial. Se me dizem que é um foguete o que temos que pôr ali, é difícil, (...) mas isso é ferro, cimento e trabalho, e isso nós venezuelanos sabemos fazer. Vamos terminar todas as obras que a Odebrecht tinha no país", disse Maduro em seu programa de televisão dominical.

O Parlamento venezuelano, de maioria opositora, aprovou na última quarta-feira a abertura de uma investigação sobre o suposto pagamento de subornos a funcionários do Estado por parte da construtora brasileira. O acordo foi votado na ausência dos parlamentares chavistas.

Veja também

Por margem apertada, Senado dos EUA mantém processo de impeachment de Trump
EUA

Senado mantém processo de impeachment de Trump

Mundo ultrapassa a marca de 100 milhões de casos por Covid-19
Coronavírus

Mundo ultrapassa a marca de 100 milhões de casos por Covid-19