Mais de 200 mortes são registradas em combates na Líbia

O Escritório das Nações Unidas para a Coordenação dos Assuntos Humanitários disse que cerca de 25 mil pessoas fugiram de suas casas.

Líbia seguiu em conflito nesta terça-feira (16)Líbia seguiu em conflito nesta terça-feira (16) - Foto: LNA War Information Division / AFP

O total de mortes em consequência dos combates na Líbia já passou de 200 e aumenta também o número de pessoas que estão deixando a região.

Os combates têm se intensificado desde que uma organização militar, liderada pelo comandante das forças líbias, Khalifa Haftar, com base na região leste do país, se dirigiu a Trípoli, no início deste mês, para dominar a capital. As tropas do governo interino, apoiadas pela Organização das Nações Unidas (ONU), estão reagindo.

A Organização Mundial da Saúde informou, na quarta-feira (17), que 205 pessoas, incluindo 18 civis, morreram, e 913 ficaram feridas.

Leia também:
França alerta sobre uso de ibuprofeno e cetoprofeno
Mil migrantes cubanos chegam à fronteira do México com os EUA
Jornalista é morta em tiroteio na Irlanda do Norte


O Escritório das Nações Unidas para a Coordenação dos Assuntos Humanitários disse que cerca de 25 mil pessoas fugiram de suas casas.

A ONU condenou os ataques indiscriminados e pediu que fossem tomadas todas as medidas para garantir a segurança dos civis.

Apesar dos apelos da ONU para acabar com os combates, aparentemente os confrontos deverão se intensificar, uma vez que ambos os lados estão emitindo mandados de prisão para os líderes.

*Com informações da NHK (emissora pública de televisão do Japão)

Veja também

Vírus ebola pode ser ativado em sobrevivente anos após a infecção, aponta estudo
SAÚDE

Vírus ebola pode ser ativado em sobrevivente anos após a infecção, aponta estudo

Bolívia rejeita relatório 'tendencioso' de Biden criticando sua luta contra as drogas
Drogas

Bolívia rejeita relatório 'tendencioso' de Biden criticando sua luta contra as drogas