Medidas de Trump sobre imigração despertam críticas e elogios

Políticos e ativistas de todo o país criticaram as medidas, jurando lutar contra elas "como loucos" e prometendo um confronto

Presidente dos EUA, Donald Trump Presidente dos EUA, Donald Trump  - Foto: AFP

O presidente americano, Donald Trump, assinou duas ordens executivas na quarta-feira (25) com o objetivo de construir um muro ao longo de toda a fronteira com o México e para impedir que as "cidades santuários" deem proteção para imigrantes sem documentos.

Leia Mais

Presidente mexicano cancela visita a Washington após ameaças de Trump

Políticos e ativistas de todo o país criticaram as medidas, jurando lutar contra elas "como loucos" e prometendo um confronto. Apoiadores, a maioria republicanos, aclamaram as medidas como forma de proteger o país de criminosos e do terrorismo.

A seguir algumas reações:

- "Revogue essa ordem imediatamente" -

"Qualquer tentativa de forçar governantes locais a abandonarem políticas que mantiveram nossas cidades seguras não é somente inconstitucional, como um ameaça à segurança de nossos cidadãos".

"Eu imploro ao presidente Trump que revogue essa ordem executiva imediatamente. Se ele não fizer, eu farei tudo que puder para lutar contra isso". -- Procurador-geral de Nova York Eric Schneiderman, ao comentar sobre a ordem relativa às cidades santuários.

- "Criminosos, drogas, terroristas" -

"Aplaudo o presidente por agir rapidamente para pôr em prática as barreiras de defesa que precisamos para manter criminosos, drogas e potenciais terroristas fora do nosso país". -- Congressista do Texas Michael McCaul, presidente do Comitê de Segurança Interna.

- "Traindo nossos valores" -

"Nós não nos intimidaremos com ameaças de corte de fundos das cidades que acreditam na noção fundamental de que ninguém é ilegal. Nenhum montante federal é suficiente para trairmos nossos valores". -- Jesse Arreguin, prefeito de Berkeley, Califórnia, em comunicado conjunto com os prefeitos de San Francisco, San José e Oakland, que são cidades santuários.

- "Não-americano" -

"Não é só injusto como ‘não-americano’ negar a liberdade a alguém por causa do lugar de onde ele veio ou pela forma como ele chegou aqui, e nós estamos preparados para lutar contra esse abuso das liberdades civis e para defender os direitos conquistados pela nossa Constituição para TODAS as pessoas que vivem nos Estados Unidos". -- Angie Junck, advogado do Centro de Recursos Legais para Imigrantes.

- "Raiva, medo, choque" -

"Não importa quão alto o muro será, sempre haverá uma escada que vai ser um centímetro mais alta".
"Esse é um dos dias mais tristes da minha vida. É nojento e vergonhoso que o homem mais poderoso do mundo tenha acabado sendo Donald Trump".
-- Enrique Morones, fundador e diretor do "Border Angels", em San Diego, que trabalha com imigrantes.

- "Mais direitos que os americanos" -

"Aplaudo o presidente Trump por iniciar esse processo e estou esperançoso de que o Congresso seguirá as penas para as cidades que apoiarem atividades ilegais".

"Aqui em Lousiana nós perdemos o chefe dos bombeiros em um acidente causado por um imigrante ilegal. Nós vimos crianças sendo exploradas sexualmente por imigrantes ilegais. É muito errado que imigrantes ilegais tenham mais direitos do que os cidadãos americanos". -- Procurador-geral da Louisiana Jeff Landry.

- "Vergonha" -

"Que não haja engano sobre isso. As ordens executivas de hoje sobre imigração são extremamente caras para os contribuintes, representam uma afronta à decência humana, atingem a história e os valores de nossa nação e envergonham um homem que, a partir deste dia, não pode dizer que luta pela justiça e pela liberdade para todos". -- Coalizão pelos Direitos Humanos dos Imigrantes de Los Angeles

- "Reforça o medo e o ódio" -

"Leis e ordens executivas como essas não irão melhorar a segurança de nossa nação; ao contrário, irão reforçar o medo, o ódio e a divisão dentro do país. Imigrantes e refugiados se tornaram legisladores, doutores, engenheiros e homens de negócios que contribuíram positivamente para o que os Estados Unidos são - tê-los como alvos é equivocado e contra os valores fundamentais do nosso país".
-- Hanif Mohebi, diretor-executivo do Conselho das Relações americano-islâmicas em San Diego.

- "Bem-vindos em Chicago" -

"Não há nenhum estranho entre nós. Damos as boas-vindas às pessoas, independentemente se são da Polônia ou do Paquistão, se são da Irlanda, Índia ou Israel, se são do México ou da Moldávia - de onde meu pai veio. Vocês sempre serão bem-vindos em Chicago enquanto perseguirem o 'sonho americano'". --Rahm Emmanuel, prefeito de Chicago, uma das cidades santuários.

Veja também

Viúva do presidente assassinado do Haiti acusa seguranças por crime
Internacional

Viúva do presidente assassinado do Haiti acusa seguranças por crime

Biden afirma que novas restrições serão impostas nos EUA em função da Covid-19
VARIANTE DELTA

Biden afirma que novas restrições serão impostas nos EUA em função da Covid-19