Menina de 2 anos morre em ataque contra igreja na Indonésia

Ataque foi registrado um dia após nova agressão contra minoria religiosa no país mais populoso do mundo

Projeto é do vereador Eriberto Rafael (PTC)Projeto é do vereador Eriberto Rafael (PTC) - Foto: Anderson Barros/Imprensa Câmara do Recife

Uma menina de dois anos morreu nesta segunda-feira em consequência dos ferimentos sofridos em um ataque com bomba incendiária contra uma igreja na Indonésia, um dia depois de uma nova agressão contra uma minoria religiosa no país mais populoso do mundo

Intan Olivia Marbun, de dois anos, estava entre as quatro crianças feridas no ataque executado no domingo por um homem que estava em uma moto com uma camisa com a palavra "jihad".

Este homem lançou o coquetel molotov contra a igreja da província de Kalimantan, na parte indonésia da ilha de Bornéu.

No momento do ataque, as crianças, com idades entre dois e quatro anos, brincavam no estacionamento da igreja, que fica na cidade de Samarinda.

Marbun sofreu queimaduras graves e os médicos não conseguiram salvá-la, afirmou o porta-voz da polícia local, Fajar Setiawan. As outras crianças feridas permanecem internadas.

O homem apontado como autor do ataque foi detido. Ele tem 32 anos e já cumpriu pena de prisão pelo envolvimento em um projeto de atentado em 2011 contra personalidades, incluindo pregadores muçulmanos moderados e o diretor do serviço antiterrorista, segundo a polícia.

Este foi o mais recente ataque contra uma minoria religiosa na Indonésia, país do sudeste asiático que também conta com minorias hindu e budista.

Veja também

Estados Unidos superam os nove milhões de casos da Covid-19
Pandemia

Estados Unidos superam os nove milhões de casos da Covid-19

Covid-19: Itália tem novo recorde de notificações, com 31 mil novos casos em 24 horas
Covid-19

Itália tem novo recorde de notificações de casos