Milhares de islamitas protestam na Indonésia contra governador cristão

Algumas pessoas acusam governador de blasfêmia, chegando, inclusive, a pedir sua "execução"

Mademoiselle ParadisMademoiselle Paradis - Foto: Reprodução

Milhares de islamitas protestaram nesta sexta-feira nas ruas de Jacarta contra o governador cristão da capital da Indonésia, que acusam de blasfêmia, com algumas pessoas chegando inclusive a pedir sua "execução".

Quase 10.000 manifestantes, de acordo com uma estimativa da AFP, se reuniram diante da prefeitura com bandeira e gritando frases contra o governador Basuki Tjahaja Purnama, conhecido como Ahok e candidato à reeleição em fevereiro, em uma votação que será muito disputada.

Os manifestantes acusam o governador de ter insultado o islã ao citar recentemente um versículo do Alcorão.

Ele nega, mas diante da revolta provocada fez um pedido público de desculpas, o que não evitou que os ânimos continuassem exaltados.

"Ahok deve ser executado", disse Emed Muhamad, um opositor ferrenho. "Jacarta é governada por um infiel, apesar da Indonésia ser o país com mais muçulmanos no mundo", completou para a multidão.

Veja também

Chile supera meio milhão de casos de Covid-19 na véspera do plebiscito constitucional
América Latina

Chile supera meio milhão de casos de Covid-19 na véspera do plebiscito constitucional

Papa nomeia italiano novo patriarca latino de Jerusalém
Vaticano

Papa nomeia italiano novo patriarca latino de Jerusalém