Militar mata ao menos 17 pessoas em ataque a tiros na Tailândia

O atirador abriu fogo com metralhadora em diferentes locais da cidade, que está a 250 km da capital Bangkok

Imagem divulgada pelo militar nas redes sociaisImagem divulgada pelo militar nas redes sociais - Foto: Divulgação / AFP

Um militar matou ao menos 17 pessoas a tiros na cidade de Nakhon Ratchasima, no nordeste da Tailândia, neste sábado (8). Ele continua foragido e é procurado nos arredores de um shopping, segundo a polícia.

O atirador abriu fogo com metralhadora em diferentes locais da cidade, que está a 250 km da capital Bangkok. Outras 14 pessoas ficaram feridas, segundo os serviços médicos de emergência.

A mídia local exibiu imagens do soldado saindo de um carro em frente a um shopping e dando uma série de tiros, o que causou correria. No vídeo, era possível ouvir o barulho de disparos.

Leia também:
Sargento reformado é morto a tiros dentro de carro em Vitória de Santo Antão
Morre Popeye, o maior assassino de Pablo Escobar e responsável por mais de 3.000 mortes


Segundo a polícia, o atirador ainda havia ido a uma casa da cidade e matado duas pessoas, antes de ter ido a uma loja de armas em uma base militar, onde roubou um veículo e mais armamento. Ele também teria atirado em pessoas na base.

O suspeito, identificado como o sargento Jakapanth Thomma, publicou em sua página do Facebook antes dos assassinatos que "a morte é inevitável para todos". Ele também postou uma imagem do que aparenta ser sua mão segurando uma arma.

Tiroteios são raros no país, especialmente longe do sul, onde há décadas persiste uma insurgência política.

Veja também

Turba que tomou Capitólio pretendia 'capturar e assassinar' legisladores
EUA

Turba pretendia 'capturar e assassinar' legisladores

Covid-19 deixa crematório alemão lotado de vítimas
CORONAVÍRUS

Covid-19 deixa crematório alemão lotado de vítimas