Ministro britânico para Brexit, David Davis, renuncia

Ministro britânico renuncia seu cargo depois que o executivo aprovou um plano para manter os vínculos econômicos fortes com a União Europeia após a saída do bloco

Ministro britânico, David DavisMinistro britânico, David Davis - Foto: Divulgação

O ministro britânico para o Brexit, David Davis, renunciou ao seu cargo dois dias depois que o Executivo aprovou um plano para manter os vínculos econômicos fortes com a União Europeia após a saída do bloco, informou no domingo (8) a imprensa britânica.

Davis, que foi nomeado há dois anos para dirigir o recém-criado Departamento para a Saída da União Europeia, havia ameaçado se demitir em várias ocasiões pela posição da primeira-ministra britânica, Theresa May, nas negociações sobre o Brexit.

O deputado conservador Peter Bone considerou que Davis que "agiu corretamente", ao considerar que as propostas de May não têm de Brexit "mais do que o nome" e que "não são aceitáveis".

May deve apresentar essas propostas nesta segunda-feira aos deputados britânicos. A proposição prevê o estabelecimento de uma zona de livre-comércio e um novo modelo alfandegário com o restante dos Estados-membros da UE, para manter um comércio "sem fricções" com o continente.

Leia também:
Na Inglaterra, Ciro Gomes critica politização da Justiça brasileira
Inglaterra homenageia Jane Austen, sua mais importante romancista


Davis, de 69 anos, é um velho conhecedor da política britânica. Ele foi secretário de Estado para Assuntos Europeus entre 1994 e 1997, e em 2005 se candidatou à direção do Partido Conservador, mas foi derrotado por David Cameron.

Ele é deputado de Haltemprice and Howden, uma circunscrição do nordeste da Inglaterra.

Veja também

EUA realiza última execução do mandato de Trump
EUA

EUA realiza última execução do mandato de Trump

Twitter suspende contas de ex-chefes das Farc que retomaram armas na Colômbia
Twitter

Twitter suspende contas de ex-chefes das Farc que retomaram armas na Colômbia