Ministro da Saúde anuncia nova epidemia de ebola no noroeste da República Democrática do Congo

De acordo com o ministro Eteni Longondo, quatro pessoas já morreram da doença

Uma nova epidemia pode estar surgindo na República Democrática do CongoUma nova epidemia pode estar surgindo na República Democrática do Congo - Foto: SAMIR TOUNSI / AFP

Uma nova epidemia de febre hemorrágica do ebola foi declarada no noroeste da República Democrática do Congo (RDC), anunciou nesta segunda-feira o ministro da Saúde, Eteni Longondo. "Quatro pessoas já morreram", disse o ministro em uma entrevista coletiva.

O leste da RDC já registra atualmente outra epidemia de ebola, que matou 2.280 pessoas desde agosto de 2018 e que deveria ser declarada como oficialmente controlada em 25 de junho. As quatro mortes aconteceram em um bairro de Mbandaka, principal cidade da província de Equador, 600 km ao norte da capital Kinshasa. As duas cidades estão ligadas pelo rio Congo, a uma semana de navegação.

Leia também:
Epidemia de coronavírus vive 'nova etapa' e avanço ao interior é inevitável, diz ministro interino da Saúde
Novo coronavírus mata mais que o sarampo, mas menos que o ebola

"O Instituto Nacional de Pesquisa Biomédica (INRB) acaba de confirmar que os exames procedentes de Mbandaka são positivos para a doença do vírus ebola", disse o ministro. A província de Equador foi afetada por uma epidemia de ebola entre maio e julho de 2018, com 54 casos, 33 deles fatais.

Veja também

América Latina e Caribe superam 40 milhões de casos de Covid-19
Coronavírus

América Latina e Caribe superam 40 milhões de casos de Covid-19

Nasa seleciona SpaceX para missão à lua de Júpiter
ESPAÇO

Nasa seleciona SpaceX para missão à lua de Júpiter