Morre Lorenzo Servitje, fundador da panificadora mexicana Bimbo

A Bimbo, que começou com 38 trabalhadores e atualmente conta com mais de 130.000

Fachada da Bimbo, empresa mexicana panificadora Fachada da Bimbo, empresa mexicana panificadora  - Foto: Reprodução/ Site da Bimbo

O empresário mexicano Lorenzo Servitje, fundador do grupo Bimbo, uma das maiores panificadoras do mundo, morreu na madrugada desta sexta-feira aos 98 anos, informou a empresa em comunicado.

"O Grupo Bimbo comunica com grande tristeza e profundo agradecimento por seu legado, a irreparável perda de Lorenzo Servitje Sendra, um de seus fundadores, que faleceu no dia de hoje na Cidade do México", afirmou.

Filho de imigrantes catalães, Servitje foi um dos fundadores em 1945 da Bimbo, que começou com 38 trabalhadores e atualmente conta com mais de 130.000, segundo dados da empresa. "Lamento o falecimento do respeitado e querido empresário Lorenzo Servitje. Minha solidariedade para sua família, amigos e todo @Grupo_Bimbo", escreveu em sua conta do Twitter o presidente Enrique Peña Nieto.

A influência dessa panificadora é tão grande que no México e em alguns outros países onde está presente o pão de forma é chamado de "pão Bimbo", mesmo que não seja dessa marca.

Segundo a Forbes, Bimbo é a maior panificadora do mundo, avaliada em cerca de 13,5 bilhões de dólares, é a oitava maior empresa mexicana e a 986ª do mundo.

Veja também

Ex-policial Derek Chauvin é considerado culpado de todas as acusações pela morte de George Floyd
George Floyd

Ex-policial Derek Chauvin é considerado culpado de todas as acusações pela morte de George Floyd

Biden considera 'esmagadoras' as evidências do julgamento da morte de George Floyd
EUA

Biden considera 'esmagadoras' as evidências do julgamento da morte de George Floyd