Mundo

Netanyahu nega delito, antes de ser interrogado pela polícia

O primeiro-ministro israelense suspeito de ter recebido "presentes ilegais" por parte de empresários, defendeu-se nesta segunda-feira (02)

De acordo com Diogo Moraes, o diálogo com a nova presidente Manuela Marinho, bem como sua equipe, será fundamental para as próximas etapas das obras estruturadoras em curso na região. De acordo com Diogo Moraes, o diálogo com a nova presidente Manuela Marinho, bem como sua equipe, será fundamental para as próximas etapas das obras estruturadoras em curso na região.  - Foto: Divulgação

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, suspeito de ter recebido "presentes ilegais" por parte de empresários, defendeu-se nesta segunda-feira (02) de toda acusação de atos reprováveis, poucas horas antes de ser interrogado pela polícia.

"O que disse eu repito: não falarei nada porque não há nada", declarou durante uma reunião de seu partido, o conservador Likud, no Knesset (parlamento), segundo um vídeo online na página do Facebook de Netanyahu.

Veja também

Deputado britânico é preso por suspeitas de estupro e agressão sexual
Reino Unido

Deputado britânico é preso por suspeitas de estupro e agressão sexual

Guitarra que causou separação do Oasis é leiloada por 385 mil euros
Leilão

Guitarra que causou separação do Oasis é leiloada por 385 mil euros