Nova constituição cubana pode abrir caminho para casamento gay

Assembleia Nacional votará a nova constituição, elaborada por uma comissão parlamentar liderada por Raul Castro e pelo presidente Miguel Diaz-Canel, entre este sábado e a próxima segunda-feira

Cinco dos sete candidatos responderão a questões de jornalistas e públicoCinco dos sete candidatos responderão a questões de jornalistas e público - Foto: Pixabay

A nova constituição que está sendo debatida neste fim de semana pelos legisladores cubanos pode trazer um caminho legal para o casamento entre pessoas do mesmo sexo, uma reivindicação da comunidade LGBT da ilha socialista.

O artigo 68 do documento definiria o casamento como a "união voluntária e consensual entre duas pessoas" sem especificar seu sexo biológico, informou o jornal oficial Granma neste sábado, informando sobre os debates da Assembleia Nacional sobre as mudanças propostas na lei de Cuba.

Leia também:
Supremo dos EUA absolve confeiteiro que negou bolo para casamento gay


A atual constituição, datada de 1976, limita o casamento à "união voluntária de um homem e uma mulher". A mudança "abriria as portas para a legalização de casais homossexuais para toda a posteridade", escreveu Francisco Rodriguez, jornalista e conhecido ativista gay que também é membro do Partido Comunista, em seu blog.

A Assembleia Nacional votará a nova constituição, elaborada por uma comissão parlamentar liderada por Raul Castro e pelo presidente Miguel Diaz-Canel, entre este sábado e a próxima segunda-feira.

Depois, ela será submetida a um referendo popular para sua aprovação final. O documento também chamou a atenção para o reconhecimento do mercado livre e da propriedade privada, ao mesmo tempo em que estimula o investimento estrangeiro.

"O modelo socialista cubano mudou? Não mudou em seus princípios. Os conceitos fundamentais de nosso socialismo estão aí. O papel do Partido Comunista, da economia estatal, da propriedade socialista, está incólume. Mas, sim, é preciso fazer uma transformação", disse Homero Acosta, secretário do Conselho de Estado, ao explicar as mudanças econômicas propostas.

"O reconhecimento da propriedade privada é uma abertura ao inverstimento estrangeiro, mas fundamentalmente é uma abertura ideológica interna. Trata-se de pensar a economia cubana como mista, com possíveis integrações diferentes setores estatal e privado", disse à AFP o analista político cubano Arturo López-Levy, professor da Universidade de Texas-Rio Grande Valley.

A nova Constituição instituirá a figura do presidente da República - atualmente é presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros - e criará o cargo de primeiro-ministro.

Também limitará a idade máxima para se candidatar à presidência a 60 anos, e estioulará o mandato presidencial de 5 anos, com direito a uma reeleição imediata.

Veja também

EUA destacam 'metas promissoras' de Bolsonaro para proteção ambiental
Diplomacia

EUA destacam 'metas promissoras' de Bolsonaro para proteção ambiental

Israel realiza novos bombardeios na Faixa de Gaza em resposta a balões incendiários
Conflito

Israel realiza novos bombardeios na Faixa de Gaza em resposta a balões incendiários