Número de mortos em ataque do Estado Islâmico no Paquistão já chega a 100

De acordo com a imprensa local, a mulher-bomba teria detonado o explosivo durante um ritual religioso no templo

Atentado no PaquistãoAtentado no Paquistão - Foto: YOUSUF NAGORI / AFP

Já chega a 100 o número de mortos do atentado suicida reivindicado pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI) em um santuário na cidade de Sehwan Sharif, no sul do Paquistão, nesta quinta-feira (16). As informações são da agência italiana Ansa.

O ataque suicida teria sido realizado por uma mulher-bomba e há mais de 100 feridos. De acordo com a imprensa local, a mulher-bomba teria detonado o explosivo durante um ritual religioso no templo, que é construído em torno do túmulo do filósofo sufi Lal Shahbaz Qaladar.

"A explosão ocorreu dentro das instalações do santuário, nós declaramos emergência e estamos deslocando os feridos para hospitais próximos", disse o vice-comissário Munawar Mahesar ao canal "Ary News".

O Estado Islâmico reivindicou o ataque em comunicado divulgado pela sua agência de notícias, a "Amaq", informou o Twitter do "Site", portal que monitora a atividade de extremistas na web.

Veja também

Deslizamentos matam mais de 60 e deixam desaparecidos na Índia
Desastre

Deslizamentos matam mais de 60 e deixam desaparecidos na Índia

ONU promove debates sobre mudanças climáticas no Brasil
CLIMA

ONU promove debates sobre mudanças climáticas no Brasil