OMS pode declarar surto de ebola como emergência internacional

A República Democrática do Congo já notificou 45 casos de ebola, incluindo 25 mortes

Unidade de quarentena para o EbolaUnidade de quarentena para o Ebola - Foto: John Wessels / AFP

A Organização Mundial da Saúde (OMS) deve decidir nesta sexta-feira (18) se declara o surto de ebola identificado na República Democrática do Congo uma emergência em saúde pública de interesse internacional. A reunião foi convocada pelo diretor-geral da entidade, Tedros Adhanom Ghebreyesus, que manifestou preocupação diante do cenário registrado no país africano.

“Baseado na atual situação e nas informações disponíveis, o diretor-geral da OMS vai convocar uma reunião de emergência sob o Regulamento Sanitário Internacional na sexta-feira para definir se o atual surto constitui uma emergência em saúde pública de interesse internacional”, informou a entidade por meio de nota.

Desde o início da semana, mais cinco casos de ebola foram notificados na República Democrática do Congo, incluindo um caso confirmado laboratorialmente em Bandaka. A cidade tem uma população de cerca de 1,5 milhão de habitantes e é motivo de grande preocupação por parte de organismos internacionais que acompanham o surto.

Leia também:
República Democrática do Congo registra 45 casos de Ebola
Ebola atinge zona urbana do Congo
OMS em alerta após novos casos de ebola no Congo


O país registra, ao todo, 45 casos notificados de ebola, incluindo 25 mortes. Entre os casos, três foram confirmados, 20 são considerados casos prováveis e 21, casos suspeitos. Desde a última terça-feira (15), 527 pessoas que tiveram contato direto com pacientes infectados ou sob suspeita de infecção pelo vírus foram identificados e estão sendo monitorados.

“Informações sobre a extensão do surto ainda são limitadas e as investigações estão em progresso. O caso confirmado em Bandaka, grande centro urbano localizado ao longo de um rio de porte nacional e internacional, estradas e rotas de voo doméstico, aumenta o risco de disseminação na República Democrática do Congo e em países vizinhos. A OMS revisou a avaliação de risco para a saúde pública como muito alta em nível nacional e alta em nível regional. O risco global permanece baixo. Na medida em que mais informações forem chegando, a avaliação de risco será revista.”

Veja também

Pandemia desacelera, mas EUA não se dispõe a abrir fronteiras como a UE
Internacional

Pandemia desacelera, mas EUA não se dispõe a abrir fronteiras como a UE

Itália suspenderá obrigatoriedade das máscaras ao ar livre em 28 de junho
Europa

Itália suspenderá obrigatoriedade das máscaras ao ar livre em 28 de junho