OMS: surto de ebola no Congo não é emergência internacional

O número de casos confiramos de ebola na República Democrática do Congo aumentou para 14, conforme anunciou há pouco a Organização Mundial da Saúde (OMS)

Profissionais de saúde vestem equipamento de proteção para trabalhar no epicentro do surto de Ebola em 2013Profissionais de saúde vestem equipamento de proteção para trabalhar no epicentro do surto de Ebola em 2013 - Foto: Mark Naftalin / UNICEF / AFP

A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou nesta sexta (18) que o surto de ebola identificado na República Democrática do Congo não configura emergência em saúde pública de interesse internacional. “A visão do comitê internacional é que as condições para emergência em saúde pública de interesse internacional não foram atendidas”, informou a entidade.

Durante coletiva de imprensa, o chefe do comitê internacional que analisou o caso, Robert Steffen, destacou que a situação na República Democrática do Congo requer atenção e desperta grande preocupação. Segundo ele, pelo menos nove países vizinhos foram alertados que estão sob risco de disseminação do vírus.

“O comitê internacional aconselha que o governo da República Democrática do Congo, a OMS e seus parceiros permaneçam em resposta coordenada”, disse. “Se o surto se expandir significativamente ou se houver transmissão internacional, o comitê vai se reunir novamente”, completou.

Leia também:
Ebola atinge zona urbana do Congo
República Democrática do Congo registra 45 casos de Ebola

O número de casos confiramos de ebola na República Democrática do Congo aumentou para 14, conforme anunciou há pouco a Organização Mundial da Saúde (OMS). Até ontem (17), apenas três casos haviam sido confirmados laboratorialmente em meio ao surto da doença que assola o país.

Entre 4 de abril e 17 de maio, 45 casos de ebola foram reportados na República Democrática do Congo, incluindo três profissionais de saúde. Foram notificadas ainda 25 mortes. Dos 14 casos confirmados laboratorialmente, a maioria foi identificada em áreas remotas de Bikoro, apesar de uma confirmação em Bandaka, cidade com cerca de 1,2 milhão de habitantes.

Veja também

Ex-policial Derek Chauvin é considerado culpado de todas as acusações pela morte de George Floyd
George Floyd

Ex-policial Derek Chauvin é considerado culpado de todas as acusações pela morte de George Floyd

Biden considera 'esmagadoras' as evidências do julgamento da morte de George Floyd
EUA

Biden considera 'esmagadoras' as evidências do julgamento da morte de George Floyd