Onda de frio na Grécia obriga realojamento urgente de milhares de migrantes

Mil refugiados, muitos deles crianças, foram levados para hotéis e apartamentos, no âmbito de um programa da Acnur

Daniel CoelhoDaniel Coelho - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

A Grécia e seus parceiros humanitários realojaram nesta quinta-feira (1º) em caráter de urgência milhares de refugiados e migrantes, já instalados em acampamentos, enquanto uma onda de frio varre o país.

A Agência das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) indicou que na quarta-feira à noite havia completado a evacuação de mil refugiados yazidis de um acampamento no sopé do Monte Olimpo, no norte do país, por causa da forte nevasca.

Os refugiados, muitos deles crianças, foram levados para hotéis e apartamentos, no âmbito de um programa da Acnur. Este projeto permitiu a evacuação de cerca de 18.500 migrantes, 62 mil dos quais estão bloqueados no território grego, segundo o porta-voz da Acnur na Grécia, Roland Schoenbauer.

"Nos preparamos para o inverno com atraso, agora temos de agir rapidamente", disse à AFP. A organização Médicos do Mundo também informou que o país tinha começado a se preparar para o inverno tarde demais.

Enquanto esperam os realojamentos e a instalação de infraestruturas pré-fabricadas com aquecimento, as organizações humanitárias se esforçam para distribuir cobertores e roupas de inverno.

Veja também

Astronauta estadunidense vota do espaço
Eleições EUA

Astronauta estadunidense vota do espaço

Para estimular ida às urnas, revista Time substitui logotipo pela 1º vez
internacional

Para estimular ida às urnas, revista Time substitui logotipo pela 1º vez