Palestina acusa Israel de cometer massacre em Gaza

Pelo menos 37 palestinos foram mortos e outros 500 feridos em protestos na Faixa de Gaza contra a transferência da embaixada dos Estados Unidos em Israel

Protestos na Faixa de Gaza contra a mudança da embaixada dos EUA em IsraelProtestos na Faixa de Gaza contra a mudança da embaixada dos EUA em Israel - Foto: Said Khatib / AFP

A Autoridade Palestina acusou Israel de cometer um "massacre horrível" na fronteira da Faixa de Gaza com este país, onde 37 manifestantes palestinos morreram e outros 500 foram feridos em confrontos com as forças israelenses, antes da inauguração da embaixada dos Estados Unidos em Jerusalém.

Leia também:
Palestinos são mortos por soldados israelenses em protesto na Faixa de Gaza
Israel aprova lei que dificulta divisão de Jerusalém, e Palestina vê 14ª morte
Israel estimula países europeus a transferir embaixadas para Jerusalém


Yusuf al-Mahmud, porta-voz da Autoridade Palestina, pediu em um comunicado "uma intervenção internacional imediata para frear o massacre horrível em Gaza cometido pelas forças israelenses de ocupação contra nosso heroico povo".

Veja também

Holanda anuncia fim de toque de recolher e reabertura parcial de cafés em 28 de abril
Coronavírus

Holanda anuncia fim de toque de recolher e reabertura parcial de cafés em 28 de abril

Público retorna aos estádios de futebol na China
Coronavírus

Público retorna aos estádios de futebol na China