Papa defende o descanso dominical e critica a sociedade da 'diversão'

A declaração foi dada a milhares de fieis reunidos na Praça São Pedro

O papa Francisco defendeu o repouso aos domingos, diante de milhares de fiéis O papa Francisco defendeu o repouso aos domingos, diante de milhares de fiéis  - Foto: Vincenzo Pinto/AFP

O papa Francisco defendeu o repouso aos domingos, que permite aos cristãos "fazer as pazes" com a própria vida, mas criticou a sociedade de "diversão" e "evasão". O domingo permite "fazer as pazes com a vida", disse Francisco diante de milhares de fiéis reunidos na praça São Pedro do Vaticano para a tradicional audiência de quarta-feira.

"A verdadeira paz não é mudar a própria história, e sim acolhê-la e valorizá-la", disse o pontífice. "O homem nunca descansou tanto como hoje e, no entanto, nunca sentiu tanto vazio como hoje".

Leia também:
Papa pede defesa dos oceanos ante ameaça do plástico
Vaticano corrige declaração do papa sobre homossexualidade


Francisco fez um apelo por uma distinção entre o verdadeiro repouso e o falso descanso em um mundo que estabelece a sociedade como "um grande parque de diversões". "O conceito de vida que domina atualmente não se baseia na atividade, e sim na evasão. Esta mentalidade leva a uma vida anestesiada pela diversão, que não é repouso", advertiu.

Veja também

Vacina contra Covid-19 é eficaz contra cepas britânica e sul-africana, afirmam Pfizer e BioNTech
Mutação

Vacina contra Covid-19 é eficaz contra cepas britânica e sul-africana, afirmam Pfizer e BioNTech

Anvisa inspeciona empresa parceira na produção da Sputnik V
Vacina

Anvisa inspeciona empresa parceira na produção da Sputnik V