Papa diz às freiras: "Serviço, sim, servidão, não!"

"Estou ciente dos problemas, não apenas do abuso sexual das freiras, mas também do abuso de poder", afirmou o pontífice

Papa FranciscoPapa Francisco - Foto: Andreas Solaro/AFP

O papa Francisco instou as freiras de todo o mundo a se recusarem a se submeter aos abusos de poder do clero, insistindo que a opção por uma vida de serviço não as torna escravas.

"Estou ciente dos problemas, não apenas do abuso sexual das freiras, mas também do abuso de poder", afirmou o pontífice argentino ao receber cerca de 800 freiras superiores no Vaticano. "Por favor, serviço, sim, servidão, não!", disse.

Leia também:
Papa Francisco emite decreto que obriga bispos a denunciar casos de abuso sexual
Papa alerta contra o despovoamento na Bulgária
Coral do Pró-Criança receberá bênção do papa Francisco


Nos últimos meses, a Igreja Católica foi abalada por investigações jornalísticas sobre a escravidão das freiras e até sua exploração sexual. A Igreja tem quase 700.000 freiras ao redor do mundo. "Vocês não se tornaram freiras para serem servas de um clérigo!", insistiu o pontífice, que pediu um esforço mútuo para pôr fim a essa cultura, em particular pelas superiores. "Se você quer ser uma empregada, faça com os doentes. Nesse caso é um serviço", acrescentou.

Veja também

Janet Yellen é confirmada como primeira secretária do Tesouro americano
EUA

Janet Yellen é confirmada como primeira secretária do Tesouro americano

Biden prevê atrasos nas negociações de ajuda financeira para a pandemia
EUA

Biden prevê atrasos nas negociações de ajuda financeira para a pandemia