Papa envia telegrama a Campinas e pede que todos exerçam o perdão

Pontífice lamentou tragédia em Catedral que vitimou seis pessoas e ofereceu solidariedade aos familiares das vítimas

Papa Francisco Papa Francisco  - Foto: Filippo Monteforte/AFP

O papa Francisco enviou telegrama à Arquidiocese de Campinas, a 98 quilômetros de São Paulo, lamentando a tragédia em que morreram seis pessoas. O pontífice pede que todos se esforcem para perdoar e fazer prevalecer o “amor sobre o ódio e a vingança”.

O texto do papa "convida a todos, diante deste momento de dor, a encontrar conforto e forças em Jesus Ressuscitado, pedindo a Deus que a esperança não esmoreça nesta hora de prova". O telegrama em nome de Francisco é assinado pelo secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin.

“Profundamente consternado pelo dramático atentado ocorrido durante a celebração da Santa Missa na Catedral da Arquidiocese de Campinas, o papa Francisco confia à misericórdia de Deus as vítimas e assegura a sua solidariedade e conforto espiritual às famílias que perderam seus entes queridos e toda a comunidade arquidiocesana, com votos de pronta recuperação dos feridos.”

Ele encerra a mensagem com uma benção apostólica.

Leia também:
Catedral de Campinas recebe flores em homenagem a vítimas de atirador
Atirador mata quatro pessoas dentro de igreja em Campinas
Imprensa internacional destaca ataque de atirador em Campinas
Quinta vítima de atirador em Campinas morre em hospital


O Regional Sul I da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulgou também nota de solidariedade a todos os fiéis e à Cúria, fazendo um apelo para depor “as armas da violência seja das mãos, seja dos corações”.

Veja também

União Europeia pede 'transparência' a empresas sobre atrasos de vacinas anticovid
Vacinas

União Europeia pede 'transparência' a empresas sobre atrasos de vacinas anticovid

Perfil conciliatório de Biden pode atrasar resposta à pandemia de Covid
EUA

Perfil conciliatório de Biden pode atrasar resposta à pandemia de Covid