Mundo

Papa envia telegrama a Campinas e pede que todos exerçam o perdão

Pontífice lamentou tragédia em Catedral que vitimou seis pessoas e ofereceu solidariedade aos familiares das vítimas

Papa Francisco Papa Francisco  - Foto: Filippo Monteforte/AFP

O papa Francisco enviou telegrama à Arquidiocese de Campinas, a 98 quilômetros de São Paulo, lamentando a tragédia em que morreram seis pessoas. O pontífice pede que todos se esforcem para perdoar e fazer prevalecer o “amor sobre o ódio e a vingança”.

O texto do papa "convida a todos, diante deste momento de dor, a encontrar conforto e forças em Jesus Ressuscitado, pedindo a Deus que a esperança não esmoreça nesta hora de prova". O telegrama em nome de Francisco é assinado pelo secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin.

“Profundamente consternado pelo dramático atentado ocorrido durante a celebração da Santa Missa na Catedral da Arquidiocese de Campinas, o papa Francisco confia à misericórdia de Deus as vítimas e assegura a sua solidariedade e conforto espiritual às famílias que perderam seus entes queridos e toda a comunidade arquidiocesana, com votos de pronta recuperação dos feridos.”

Ele encerra a mensagem com uma benção apostólica.

Leia também:
Catedral de Campinas recebe flores em homenagem a vítimas de atirador
Atirador mata quatro pessoas dentro de igreja em Campinas
Imprensa internacional destaca ataque de atirador em Campinas
Quinta vítima de atirador em Campinas morre em hospital


O Regional Sul I da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulgou também nota de solidariedade a todos os fiéis e à Cúria, fazendo um apelo para depor “as armas da violência seja das mãos, seja dos corações”.

Veja também

Chile se desculpa com mulher esterilizada por ser portadora do HIV
Reconhecimento de responsabilidade

Chile se desculpa com mulher esterilizada por ser portadora do HIV

Avó de menina assassinada no Texas pede que governo 'faça algo' para evitar outra tragédia
Tragédia

Avó de menina assassinada no Texas pede que governo 'faça algo' para evitar outra tragédia