Papa Francisco encerra o Ano Santo da Misericórdia

Porta Santa da basílica de São Pedro foi fechada na manhã deste domingo pelo pontífice

Cleiton é o favorito da presidência do PP, mas Eriberto tem mais simpatia dos parlamentaresCleiton é o favorito da presidência do PP, mas Eriberto tem mais simpatia dos parlamentares - Foto: Sabrina Nóbrega/Alepe e Jarbas Araújo/Alepe

O papa Francisco encerrou neste domingo o Ano Santo da Misericórdia, uma qualidade que ele tenta pregar com o exemplo, ao transportar migrantes no avião papal ou recebendo no Vaticano grupos de excluídos, como presos ou moradores sem-teto.

A Porta Santa da basílica de São Pedro foi fechada na manhã deste domingo pelo pontífice. Depois, ele permaneceu parado, rezando com uma mão sobre seu crucifixo, antes de celebrar uma missa na praça de São Pedro, diante de 70.000 fiéis e de todos os cardeais.

"Pedimos a graça de nunca fechar as portas da reconciliação e do perdão, e de saber superar o mal e as divergências", disse Francisco durante a homilia, antes de pedir aos fiéis que "espalhem esperança e deem uma oportunidade aos demais".

O papa abriu a Porta Santa em 8 de dezembro de 2015, ao lançar o Ano Santo da Misericórdia, ao lado do papa emérito Bento XVI. Graças a uma tradição iniciada na Idade Média, ao entrar na basílica por este local milhões de peregrinos cristãos tiveram a possibilidade de pedir perdão por seus pecados.

Um fato inédito, o pontífice também pediu a abertura de milhares de portas santas no mundo, abrindo pessoalmente a primeira na África, na catedral de Bangui. Ele pediu na ocasião que os centro-africanos entregassem as armas e rejeitassem o "medo do outro".

O símbolo da porta é especialmente importante para Francisco, que pede aos homens que abram "as portas de seu coração" aos demais e demonstrem "ternura". O papa argentino recebeu e beijou este ano milhares de peregrinos procedentes de grupos de excluídos, como os sem-teto e alguns detentos. O Vaticano instalou duchas para pessoas que dormem a céu aberto perto das pilastras da praça de São Pedro.

Uma sexta-feira por mês o pontífice visitou crianças hospitalizadas, idosos ou pessoas com problemas psíquicos.

Veja também

Bolsa se recupera e fecha no maior nível em quatro meses
BOLSA DE VALORES

Bolsa se recupera e fecha no maior nível em quatro meses

Médicos franceses relatam transmissão de coronavírus dentro do útero
Coronavírus

Médicos franceses relatam transmissão de coronavírus dentro do útero