Mundo

Parlamento venezuelano declara nulo aumento de ações da Rosneft na filial da Pdvsa

A filial petroleira produz cerca de 170.000 barris de petróleo por dia

O Parlamento da Venezuela, de maioria opositora, declarou nesta quinta-feira (9) "nula" a venda de 500 milhões de dólares em ações da Petromonagas - filial da petroleira estatal venezuelana Pdvsa - à companhia russa Rosneft, mas sua decisão é desconhecida pela Justiça e pelo governo.

A Assembleia Nacional "rejeita o aumento para 40% na participação das ações por parte da empresa estatal russa Rosneft, sócia da Petróleos da Venezuela (Pdvsa), na empresa mista Petromonagas" por não ter sido aprovado no Legislativo, como estabelece a Constituição, assinalou um acordo votado na Câmara.

Em 21 de fevereiro de 2016, Venezuela e Rússia acordaram aumentar a cota de ações da Rosneft na Petromonagas de 16,6% para 40%, anunciou o então ministro do Petróleo, Eulogio Del Pino.

A filial petroleira produz cerca de 170.000 barris de petróleo por dia.

Veja também

Reino Unido confirma transmissão local da varíola dos macacos
Doença

Reino Unido confirma transmissão local da varíola dos macacos

Inundações deixam cerca de 60 mortos em Bangladesh e na Índia
enchentes

Inundações deixam cerca de 60 mortos em Bangladesh e na Índia