Passagem de ciclone deixa 7 mortos e 55 feridos em Moçambique

Dineo teve ventos de mais de 100/h, chuvas torrenciais e fortes onddas

A passagem do ciclone tropical Dineo deixou sete mortos e 55 feridos, quatro deles em estado grave, no sul de Moçambique, segundo balanço do Instituto Nacional de Gestão das Catástrofes Naturais (INGC), publicado nesta sexta-feira.

O ciclone Dineo provocou danos principalmente na província turística de Inhambane, na costa sul de Moçambique, com ventos de mais de 100 km/h, chuvas torrenciais e fortes ondas.

Mais de 650.000 pessoas foram afetadas pelo Dineo nos balneários de Inhambane e Vilanculos, segundo uma estimativa do INGC.

Quase 1.000 salas de aula e 70 centros de saúde ficaram destruídos na região, onde serão distribuídas tendas, água e alimentos.

Moçambique teme agora as inundações após a passagem do ciclone, um fenômeno frequente e muitas vezes fatal neste país da África austral.

As inundações provocaram a morte de 800 pessoas em 2000 e de mais de 100 em 2015.

Veja também

Grávida, Meghan Markle não acompanhará Harry ao funeral do príncipe Philip
Realeza

Grávida, Meghan Markle não acompanhará Harry ao funeral do príncipe Philip

Ao menos 7 mortos em terremoto na Indonésia
Ásia

Ao menos 7 mortos em terremoto na Indonésia