Mundo

Pelo menos dois homens-bomba participaram dos atentados no Sri Lanka

Ataques hotéis de luxo e igrejas onde se celebrava a missa pelo Domingo de Páscoa

Atentado no Sri LankaAtentado no Sri Lanka - Foto: Lakruwan Wanniarachchi / AFP

Pelo menos dois homens-bomba participaram da série de explosões em igrejas e hotéis que deixaram 207 mortos no Sri Lanka neste domingo (21) - informaram testemunhas e a polícia.

Em Orugodawatta, um homem matou três policiais neste domingo, ao implodir a carga que levava consigo em um prédio desse subúrbio do norte da capital, Colombo, anunciou a polícia. A explosão foi a oitava a abalar esta ilha do sul da Ásia.

Estes ataques hotéis de luxo e igrejas onde se celebrava a missa pelo Domingo de Páscoa, tanto na capital como em outras cidades do país, deixaram 207 mortos. Segundo testemunhas, ao menos outro homem estaria envolvido nesta sequência de ataques.

Leia também:

Bolsonaro condena ataques no Sri Lanka

No hotel de luxo Cinnamon Grand, um homem-bomba se fez explodir na fila de clientes que esperava para entrar em um bufê de Páscoa em um restaurante do estabelecimento. "Ele se dirigiu para o início da fila e se explodiu", relatou um funcionário para a AFP.

"Um gerente que recebia os clientes estava entre os que morreram na hora", afirmou. "Era o caos total", acrescentou o mesmo funcionário.

Esta explosão aconteceu às 8h30 locais (00h em Brasília), quase ao mesmo tempo que outras duas explosões em hotéis de luxo situados ao lado - o Kingsbury e o Shangri-La.

Veja também

Conservadores britânicos sofrem revés nas eleições locais
Londres

Conservadores britânicos sofrem revés nas eleições locais

Gallup: Aprovação de Biden atinge menor nível entre presidentes na série histórica, em 38,7%
ELEIÇÕES EUA

Gallup: Aprovação de Biden atinge menor nível entre presidentes na série histórica, em 38,7%

Newsletter