Peru apreende 420 kg de cocaína em avião na fronteira com Brasil

O avião foi interceptado logo após ser carregado com drogas em uma pista clandestina

CocaínaCocaína - Foto: Wikimedia Commons

As forças de segurança do Peru interceptaram um avião quando se preparava para decolar com 420 quilos de cocaína a bordo e capturaram seu piloto, um cidadão brasileiro, na região de Loreto, na fronteira com o Brasil, informou a polícia local nesta quarta-feira.

"Em um esforço conjunto com a Polícia Federal e a Força Aérea Brasileira, detivemos um cidadão de nacionalidade brasileira, um piloto comercial que transportava em sua aeronave 420 kg de cocaína", afirmou a polícia no Twitter. O avião foi interceptado logo após ser carregado com drogas em uma pista clandestina. A droga estava escondida em sacos dentro da aeronave e deveria viajar para o Brasil.

Leia também:
Peru e Colômbia criam comitê para proteger indígenas da Amazônia da Covid-19
Brasil se aproxima dos 300 mil casos da Covid-19

O Peru recomeçou em 2016, após 15 anos e sem apoio estrangeiro, a interceptação aérea de aeronaves leves em voos ilegais em áreas produtoras de drogas. Segundo a polícia, aviões do tipo 'Cessna', geralmente com matrículas bolivianas, pousam em pistas clandestinas abertas na selva peruana por traficantes de drogas para o envio de cocaína. O Peru é, ao lado da Colômbia e a Bolívia, um dos maiores produtores mundiais de folha de coca e cocaína, segundo a ONU.

Veja também

EUA realiza última execução do mandato de Trump
EUA

EUA realiza última execução do mandato de Trump

Twitter suspende contas de ex-chefes das Farc que retomaram armas na Colômbia
Twitter

Twitter suspende contas de ex-chefes das Farc que retomaram armas na Colômbia