Peru vai impedir entrada de Maduro e cúpula de governo da Venezuela

Decisão foi divulgada pelo chanceler Néstor Popolizio, que informou, também, que lista com nomes será encaminhada à Superintendência de Migrações

Ministro das Relações Exteriores do Peru, Néstor Popolizio, em reunião do chamado Grupo LimaMinistro das Relações Exteriores do Peru, Néstor Popolizio, em reunião do chamado Grupo Lima - Foto: Cris Bouroncle/AFP

O Peru vai proibir a entrada do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, e dos integrantes da cúpula de seu governo no país, bem como suas transferências bancárias, seguindo os acordos do Grupo de Lima, informou nesta segunda-feira (7) o chanceler Néstor Popolizio.

"Vamos dirigir uma comunicação nesta manhã à Superintendência de Migrações, com uma lista de todos os membros vinculados à cúpula do regime de Maduro, familiares incluídos, para que não possam ingressar no país", disse o chanceler peruano à rádio local RPP.

Ele acrescentou que a medida entrará em vigor imediatamente.

Leia também:
Parlamento venezuelano declara novo mandato de Maduro ilegítimo
Ex-magistrado, crítico de Maduro, deserta e vai para os EUA
Grupo de Lima recomenda que Maduro transfira poder para o parlamento

Veja também

Policiais do Capitólio prendem homem que tentou passar por barreira
Capitólio

Policiais do Capitólio prendem homem que tentou passar por barreira

EUA realiza última execução do mandato de Trump
EUA

EUA realiza última execução do mandato de Trump