Polícia mata homem que atacou policiais e supermercado na França

O homem que disse atuar em nome do grupo extremista Estado Islâmico abriu fogo e tomou várias pessoas como reféns

Ataque ao supermercado SuperUAtaque ao supermercado SuperU - Foto: AFP

A polícia francesa matou o homem que assassinou ao menos três pessoas e feriu várias em um ataque que teve reféns em um supermercado no sul da França, informaram as fontes de segurança.

Um policial que participou na libertação de todos os reféns do supermercado Super U, na localidade de Trébes, ficou ferido durante a operação para capturar o agressor, segundo a fonte que não quis se identificar. O suspeito é um marroquino de cerca de 30 anos. Ele reivindicou ser do grupo Estado Islâmico.

Depois de atirar e ferido no ombro um policial em Carcassonne, cidade que fica a 15 minutos de distância de Trébes, o suspeito se dirigiu até o supermercado, onde fez reféns. A maioria dos clientes e funcionários do lugar conseguiu fugir. Um policial ficou para negociar com o agressor.

Tanto o presidente Emmanuel Macron quanto seu primeiro-ministro Edouard Philippe afirmaram que tudo leva a acreditar que os fatos registrados são "um ato terrorista". As autoridades não explicaram se os dois incidentes estavam relacionados.

Leia também:
Homem armado mantém vários reféns e um morto na França
Greve geral na França tem paralisação de serviços públicos e manifestações

Veja também

Estados Unidos tem recorde de 80 mil novos casos de Covid-19 em 24 horas
Coronavírus

Estados Unidos tem recorde de 80 mil novos casos diários de Covid

Sonda da Nasa perde amostras de asteroide no espaço
Espaço

Sonda da Nasa perde amostras de asteroide no espaço