Premiê do Canadá visitará Trump na segunda

Trump prometeu renegociar, ou descartar, o Acordo de Livre-Comércio da América do Norte (Nafta)

Presidente dos EUA, Donald TrumpPresidente dos EUA, Donald Trump - Foto: Nicholas Kamm / AFP

O presidente Donald Trump vai receber a visita do primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, na segunda-feira (13) - informou a Casa Branca, em meio a divergências de opinião registradas entre os dirigentes dos países vizinhos sobre comércio e imigração.

De acordo com a nota divulgada pelo porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, "o presidente Trump e o primeiro-ministro Trudeau vão procurar manter uma conversa construtiva para fortalecer a relação de nossas duas nações".

Trump prometeu renegociar, ou descartar, o Acordo de Livre-Comércio da América do Norte (Nafta), firmado entre Canadá, Estados Unidos e México. O novo presidente republicano classificou o tratado como uma "catástrofe" para os empregos americanos.

Ferrenho apoiador do livre-comércio, Trudeau enfatizou a importância do Nafta para a economia de seu país. "Os laços fortes entre Canadá-EUA ajudam a classe média dos nossos países. Na segunda-feira, irei me reunir com @RealDonaldTrump em (Washington) D.C. para continuarmos trabalhando nesse objetivo", tuitou Trudeau.

O primeiro-ministro canadense será o terceiro líder estrangeiro, depois da britânica Theresa May e do japonês Shinzo Abe, a visitar a Casa Branca desde que Trump tomou posse em 20 de janeiro.

Diferentemente de Trump, Trudeau manifestou o desejo do Canadá de acolher os refugiados. Ele não comentou publicamente a polêmica ordem executiva anti-imigração do presidente americano. Um tribunal de Apelações americano acaba de anunciar a manutenção do bloqueio sobre o decreto de Trump.

Os dois líderes convergem sobre o projeto do oleoduto Keystone XL, que levaria petróleo do Canadá para as refinarias da Costa do Golfo. O projeto havia sido bloqueado pelo então presidente Barack Obama, mas recebeu a autorização de Trump.

A ministra canadense das Relações Exteriores, Chrystia Freeland, esteve em Washington na quarta-feira (8) para se reunir com o novo secretário de Estado, Rex Tillerson, e com o chanceler mexicano, Luis Videgaray.

Veja também

Viúva do presidente assassinado do Haiti acusa seguranças por crime
Internacional

Viúva do presidente assassinado do Haiti acusa seguranças por crime

Biden afirma que novas restrições serão impostas nos EUA em função da Covid-19
VARIANTE DELTA

Biden afirma que novas restrições serão impostas nos EUA em função da Covid-19