Presidente americano comemora acordo de frágil cessar-fogo na Síria

Trump comemorou afirmando que as sanções americanas contra a Turquia resultaram no acordo pelo cessar-fogo

Presidente dos Estados Unidos, Donald TrumpPresidente dos Estados Unidos, Donald Trump - Foto: Brendan Smialowski / AFP

O presidente americano, Donald Trump, celebrou seus esforços para mediar um cessar-fogo temporário entre Turquia e combatentes curdos no norte da Síria.

O governo americano firmou um acordo com a Turquia na quinta-feira (17). Contudo, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, advertiu na sexta-feira (19) que suas tropas reiniciariam a ofensiva militar com maior intensidade se as forças curdas não deixarem a região ao longo da fronteira no prazo combinado de 120 horas.

Leia também:
Bolsonaro encontrará líder envolvido em escândalo de Trump
Turquia aceita cinco dias de cessar-fogo na Síria

Trump declarou na sexta-feira (19) que disparos em menor grau de atiradores de elite e de morteiros foram rapidamente interrompidos. Ele comemorou afirmando que as sanções americanas contra a Turquia resultaram no acordo pelo cessar-fogo.

Contudo, a organização Observatório Sírio para os Direitos Humanos afirmou que os combates continuaram na sexta-feira nas proximidades de Ras al-Ayn, no norte da Síria, e que sete pessoas foram mortas em bombardeios aéreos da Turquia.

O secretário da Defesa dos Estados Unidos, Mark Esper, vai visitar a partir de sábado (19) o Oriente Médio e Bruxelas, onde fica a sede da OTAN, para discutir a situação.

Veja também

Estudo feito nos EUA confirma baixa letalidade da Covid-19 em crianças
Coronavírus

Estudo feito nos EUA confirma baixa letalidade da Covid-19 em crianças

Aliança internacional reserva 100 milhões de doses de vacinas para os países mais pobres
Coronavírus

Aliança internacional reserva 100 milhões de doses de vacinas para os países mais pobres