Presidente argentino critica 'pseudo-democracia' da Venezuela

"Basta de eufemismos, a Venezuela não é uma democracia", declarou, segundo os jornais El País, El Mundo e ABC

Mauricio MacriMauricio Macri - Foto: Stephanie Keith/Getty Images North America/AF

O presidente argentino, o conservador Mauricio Macri, afirmou que a Venezuela é apenas uma "pseudo-democracia" e atacou os "populismos", em uma entrevista concedida a vários meios de comunicação espanhóis, antes de sua visita à Espanha na próxima semana.

"Basta de eufemismos, a Venezuela não é uma democracia", declarou, segundo os jornais El País, El Mundo e ABC. "Há uma pseudo Suprema Corte. Os direitos humanos não são respeitados", acrescentou, em alusão à república bolivariana liderada por Nicolas Maduro.

Na quinta-feira, este tribunal confirmou a sentença de 14 anos de prisão para Leopoldo Lopez, figura da oposição.

"O governo anterior estava à beira da 'chavizar' a Argentina e tivemos que lutar muito para evitar isso", disse.

Para Macri, o principal inimigo é o "populismo", descrito com uma metáfora: "O populismo é como um pai que convida toda a sua família para a Europa para hotéis cinco estrelas e, quando eles retornam, o pai liquidou a casa (... ). É "viver um momento maravilhoso para depois perceber que quebrou o país, e ficou sem reservas e sem infraestruturas", afirma o El Mundo.

O ex-empresário argentino, que completou no dia 10 de dezembro um ano de um mandato difícil, especialmente em matéria econômica, invoca regularmente o legado "catastrófico" de 12 anos de presidência de Néstor (2003-2007) e Cristina Kirchner (2007-2015), marcada por um alinhamento diplomático com Lula e Dilma Rousseff e com a Venezuela de Hugo Chávez.

Veja também

Tem início cortejo fúnebre do príncipe Philip, marido de Elizabeth II
Realeza britânica

Tem início cortejo fúnebre do príncipe Philip, marido de Elizabeth II

Rainha Elizabeth compartilha foto dela com príncipe Philip nas redes sociais
Família Real

Rainha Elizabeth compartilha foto dela com príncipe Philip nas redes sociais