Presidente sul-coreana diz estar pronta para ser investigada

A presidente sul-coreana se disse culpada por um escândalo de corrupção que atinge o país

Renato Casagrande, Carlos Siqueira e Beto Albuquerque, em reunião da Executiva NacionalRenato Casagrande, Carlos Siqueira e Beto Albuquerque, em reunião da Executiva Nacional - Foto: Humberto Pradera/Divulgação

A presidente sul-coreana, Park Geun-hye, se disse culpada por um escândalo de corrupção que atinge o país e prometeu aceitar uma investigação sobre suas ações no caso. As autoridades da Coreia do Sul prenderam na quinta-feira (3) Choi Soon-sil, amiga de longa data da presidente e pivô do escândalo.

A suspeita é que, usando sua conexão de décadas com Park, ela tenha manipulado assuntos do governo e forçado doações milionárias para fundações sob seu controle.
"Qualquer pessoa que, segundo a investigação em curso, tenha feito algo de errado deve ser responsabilizada, e eu também estou pronta para enfrentar qualquer responsabilidade", disse Park em um pronunciamento televisionado nesta sexta (4).

"Se for necessário, estou determinada a deixar que os promotores investigam a mim e a aceitar uma investigação por um conselho independente também." Opositores já pediram que Park seja investigada. "É minha culpa e meu erro", disse a presidente. Segundo pesquisa Gallup divulgada nesta sexta, a aprovação de Park caiu para 5% -12% a menos que na última semana.

A prisão de Choi foi determinada por um tribunal de Seul atendendo a um pedido da Promotoria. Ela havia sido detida temporariamente para prestar esclarecimentos na segunda (31) e ainda aguarda julgamento.

Choi é filha de uma figura religiosa que se aproximou de Park após o assassinato da mãe da agora presidente. Há rumores da existência de um grupo secreto de assessoras informais, chamado de "as oito fadas", para interferir nos assuntos do Executivo.

A presidente pediu desculpas ao admitir que Choi havia editado alguns de seus discursos e oferecido ajuda em relações públicas. A mídia sul-coreana, porém, tem divulgado indícios de que a influência de Choi era ainda maior.

Na semana passada, Park ordenou a saída de seus secretários seniores como reação ao escândalo.

Veja também

Votação antecipada no Texas já atraiu mais eleitores do que toda a eleição de 2016 no estado
EUA

Votação antecipada no Texas já atraiu mais eleitores do que toda a eleição de 2016 no estado

'Digam a meus filhos que amo eles', as últimas palavras da brasileira vítima de ataque em Nice
França

'Digam a meus filhos que amo eles', as últimas palavras da brasileira vítima de ataque em Nice