Príncipe Harry conta ter vivido 'caos total' após morte da princesa Diana

A vida sob escrutínio do público, conta o neto da rainha Elizabeth 2ª, o deixou "muito perto de um colapso total em várias ocasiões"

Príncipe Harry e namoradaPríncipe Harry e namorada - Foto: Agência AFP / Getty Images

O príncipe Harry afirmou que viveu dois anos de "caos total" depois da morte da mãe, a princesa Diana, em um acidente de carro em 1997.

Em uma rara entrevista ao jornal britânico "The Telegraph", publicada nesta segunda-feira (17), Harry, hoje com 32 anos, conta que "blindou todas as suas emoções" por quase duas décadas enquanto lidava com a perda da mãe, apesar de seu irmão mais velho, o príncipe William, ter tentado convencê-lo a buscar ajuda.

Depois de se sentir "em vias de socar alguém" e enfrentando crises de ansiedade durante compromissos da realeza britânica, Harry disse que só começou a lidar com o luto quando estava com 28 anos, ou seja, há cerca de quatro anos.

A vida sob escrutínio do público, conta o neto da rainha Elizabeth 2ª, o deixou "muito perto de um colapso total em várias ocasiões". Ele diz que está bem agora, depois de buscar ajuda com profissionais e começar a praticar boxe.

Harry falou ao podcast "Mad World" (mundo louco), que entrevista personalidades sobre suas experiências de saúde mental.

Veja também

Alemanha vai adotar tratamento experimental usado por Trump
Coronavírus

Alemanha vai adotar tratamento experimental usado por Trump

EUA supera 25 milhões de casos de Covid-19
Coronavírus

EUA supera 25 milhões de casos de Covid-19